sábado, 27 de junho de 2015

Kuait realiza funeral em massa para vítimas de atentado de sexta-feira (26)

kuait

Milhares de pessoas participaram de uma procissão funeral em massa no Kuait neste sábado (27) das 27 vítimas mortas em um ataque suicida contra uma mesquita xiita na sexta.

A polícia no Kuait afirmou que está interrogando alguns suspeitos possivelmente ligados ao ataque, que foi reivindicado por um afiliado do grupo estado islamico


Segundo declaração do ministro do interior, a polícia prendeu o dono do carro usado pelo homem-bomba para ir até a mesquita Imam Sadiq, na capital do kuait, onde ele detonou a bomba entre os fiéis. A polícia não revelou quantos suspeitos estão sendo interrogados.

YASSER AL-ZAYYAT/Yasser Al-Zayyat
Funeral em massa dos 27 mortos no atentado de sexta-feira (26) na capital do Kuait
Funeral em massa dos 27 mortos no atentado de sexta-feira (26) na capital do Kuait
O ataque a bomba, que também feriu mais de 200 fiéis que estavam fazendo as preces do meio-dia de sexta-feira, foi o primeiro atentado terrorista no Kuait em mais de duas décadas.
O governo ajudou a planejar o funeral em massa neste sábado pelos mortos. Milhares de sunitas e xiitas pelo país participaram da procissão e oraram na Grande Mesquita do Kuait. Muitos carregaram a bandeira do país; outros simplesmente carregaram uma bandeira preta, simbolizando o luto. Alguns na multidão cantavam "sunitas e xiitas são irmãos!".
Grupos sunitas no Kuait e líderes do Oriente Médio condenaram fortemente o ataque, que oficiais dizem ter o objetivo de provocar uma reação dos xiitas e impulsionar um conflito sectário. Mais de um terço dos 1,2 milhões de habitantes do Kuait são xiitas. A maioria dos cidadãos do país são muçulmanos sunitas.
O vice premiê do Kuait e ministro do Interior Sheikh Mohammed Al-Hamad Al-Sabah afirmou, segundo a agência oficial de notícias do Kuait, que o ataque foi "grotesco" e almejava "cortar a mão do mal" que ameaça a segurança do país.
A agência de notícias também divulgou uma declaração do maior clérigo xiita do Iraque, o Grande Aiatolá Ali al-Sistani, estendendo suas condolências aos familiares das vítimas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário