sexta-feira, 13 de novembro de 2015

A mortalidade materna cai quase 50%

A mortalidade materna cai quase 50% - relatório da ONU

Mulher grávida

Mortes relacionadas com a gravidez ter caído quase pela metade nos últimos 25 anos, de acordo com um relatório por agências das Nações Unidas publicado na REVISTA THE LANCETr
Cerca de 303 mil mulheres morreram devido a complicações durante a GRAVIDEZz ou até seis semanas após o parto, em 2015 - para baixo de 532 mil em 1990.
Funcionários da ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAUDErganização Mundial de Saúde (OMS) disse que os resultados mostraram "grande progresso".
No entanto, apenas nove países atingiu as metas estabelecidas pela ONU.
"Este relatório irá mostrar que até o final de 2015, a mortalidade materna terá caído de 44% em relação aos níveis de 1990", disse Lale Say, coordenador para a saúde reprodutiva e pesquisa da OMS.
Mas ela advertiu que o progresso era "irregular" - com 99% das mortes acontecem em países em desenvolvimento.
Enquanto 39 países registrados "progressos significativos" na redução das mortes relacionadas com a gravidez, apenas nove países atingiram os seus alvos.
"Muitos países com elevadas taxas de mortalidade materna vai fazer pouco progresso, ou vai cair para trás, ao longo dos próximos 15 anos se não melhorar o atual número de parteiras disponíveis e outros profissionais de saúde com habilidades obstétricas", disse o Dr. Babatunde Osotimehin, executivo diretor do Fundo de População das Nações Unidas.
Leste da Ásia viu a maior melhoria, com mortalidade materna caindo de cerca de 95-27 por 100.000 nascidos vivos.
A ONU pretende agora reduzir o rácio global a menos de 70 por 100 mil em 2030.

Nenhum comentário:

Postar um comentário